O poder da gratidão: lições da Bíblia sobre agradecer a Deus

O poder da gratidão- lições da Bíblia sobre agradecer a Deus

A Bíblia está cheia de histórias e passagens que ensinam a importância da gratidão e da ação de graças a Deus. Além disso, a Bíblia nos ensina a sermos gratos por todas as bênçãos que recebemos e a reconhecer a bondade e a soberania de Deus em todas as coisas. A gratidão nos ajuda a manter uma perspectiva positiva e esperançosa em meio aos desafios da vida, e nos lembra da bondade e fidelidade de Deus.

O que Jesus ensina sobre gratidão 

Jesus ensinou sobre a gratidão em várias ocasiões durante seu ministério terreno. Aqui estão alguns exemplos de ensinamentos de Jesus sobre a gratidão:

Agradecer a Deus em todas as coisas: Jesus ensinou que devemos agradecer a Deus em todas as coisas, mesmo nas circunstâncias difíceis. Em Lucas 10:21, Jesus louvou e agradeceu a Deus por revelar suas verdades aos simples e humildes.

Dar graças a Deus por Suas bênçãos: Em Mateus 14:19, Jesus deu graças a Deus antes de multiplicar os pães e os peixes para alimentar a multidão. Ele também deu graças a Deus antes de ressuscitar Lázaro em João 11:41-42.




Reconhecer a fonte de nossas bênçãos: Jesus ensinou que devemos reconhecer a Deus como a fonte de todas as nossas bênçãos. Em Lucas 17:11-19, Jesus curou dez leprosos, mas apenas um voltou para agradecê-lo e glorificar a Deus.

Priorizar a gratidão em nossas vidas: Jesus ensinou que a gratidão deve ser uma prioridade em nossas vidas. Em Lucas 17:7-10, Jesus conta a parábola do servo inútil e explica que, mesmo quando fazemos tudo o que nos é mandado, devemos reconhecer que somos servos inúteis e dar graças a Deus por tudo que Ele nos deu.

Agradecer a Deus em oração: Em Mateus 6:9-13, Jesus ensina seus discípulos a orar o “Pai Nosso”, que inclui a expressão “o pão nosso de cada dia dá-nos hoje”. Pois, essa é uma oração de gratidão e reconhecimento de que tudo o que temos vem de Deus.

Em resumo, Jesus ensinou que devemos ser gratos a Deus em todas as circunstâncias, reconhecendo que Ele é a fonte de todas as nossas bênçãos e dando graças a Ele em oração e em nossas vidas cotidianas.




Gratidão no Antigo Testamento

Jó (Jó 1-2; 42)

A história de Jó é uma história de sofrimento e provação, mas também de gratidão e fé em Deus. Mesmo depois de perder tudo o que tinha, incluindo sua família e sua saúde, Jó continuou a louvar a Deus e a reconhecer sua bondade e soberania. No final da história, Deus restaurou a vida de Jó e o recompensou por sua fidelidade e gratidão.

Davi (1 Crônicas 16:8-36)

Davi era conhecido por sua gratidão a Deus e por sua disposição de louvá-lo em todas as circunstâncias. Em 1 Crônicas 16, Davi celebrou a volta da Arca da Aliança a Jerusalém e liderou o povo em um grande cântico de ação de graças a Deus.

Os sacrifícios de louvor (Salmo 116)

O Salmo 116 é um hino de ação de graças, em que o salmista expressa sua gratidão a Deus por ter ouvido suas orações e livrado sua alma da morte. O salmista promete oferecer “sacrifícios de louvor” a Deus em agradecimento por sua misericórdia e bondade.

A cura de Naamã (2 Reis 5:1-19)

Nessa história, Naamã, um general sírio, sofria de lepra e procurou ajuda do profeta Eliseu. Eliseu disse a Naamã que ele deveria mergulhar sete vezes no rio Jordão para ser curado. Inicialmente, Naamã ficou irritado e não queria seguir as instruções de Eliseu, mas acabou cedendo e foi curado. Naamã então reconheceu a Deus de Israel como o único Deus verdadeiro e expressou sua gratidão a Eliseu. Essa história ensina sobre a importância de ter fé e obediência a Deus, mesmo quando não entendemos completamente seus caminhos.




Gratidão no Novo Testamento

Os 10 leprosos (Lucas 17:11-19)

Nessa história, Jesus curou 10 leprosos, mas apenas um deles voltou para agradecê-lo. Jesus então disse: “Não foram dez os que foram limpos? Onde estão os outros nove? Não se achou nenhum que voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro?” Essa história ensina sobre a importância da gratidão e do reconhecimento da bondade e do poder de Deus.

O cego de nascença (João 9:1-41)

Nessa história, Jesus curou um homem cego de nascença, mas os fariseus não acreditavam que ele era realmente cego e ficaram furiosos com a cura. No entanto, o homem curado reconheceu a bondade de Jesus e o adorou. Essa história ensina sobre a importância de reconhecer a verdade e ser grato pelas bênçãos que recebemos.

O filho pródigo (Lucas 15:11-32)

Nessa história famosa, um filho pediu a seu pai que lhe desse sua herança antecipadamente e partiu para gastá-la em uma vida de prazeres. Quando a riqueza se esgotou e ele estava passando fome, o filho voltou para casa e pediu perdão ao pai. O pai o recebeu de volta de braços abertos e celebrou sua volta com uma grande festa. Essa história ensina sobre a importância da humildade, do arrependimento e da gratidão pela graça e amor incondicional de Deus.

Paulo e Silas (Atos 16:16-40)

Nessa história, Paulo e Silas foram presos e espancados por pregarem o Evangelho em Filipos. No entanto, mesmo em meio ao sofrimento, eles cantaram louvores a Deus. Um terremoto abriu as portas da prisão, permitindo que eles fugissem, mas em vez de fugir, eles ficaram e evangelizaram o guarda da prisão e sua família. Essa história ensina sobre a importância da gratidão e da confiança em Deus, mesmo em meio à adversidade.




Histórias sobre gratidão nas parábolas

As Parábolas que ensinam sobre gratidão são poucas na Bíblia. Há uma parábola pouco conhecida em que Jesus fala diretamente sobre gratidão e outra da qual podemos extrair algumas lições sobre ação de graças. Vamos dar uma olhada nelas.

A parábola do senhor e do servo 

Esta parábola pode ser encontrada em Lucas 17:7-10. 

Nele, Jesus conta a curta história fictícia sobre um servo que passou o dia trabalhando fora, mas chega em casa para que seu mestre lhe dê mais ordens para fazer e servir antes que ele se alimente ou se sente.

Jesus então perguntou: “Ele agradecerá ao servo porque ele fez o que lhe foi dito para fazer?”




O que Jesus queria dizer é que, quando servimos a Deus, não estamos fazendo nenhum favor a ele. 

Não devemos esperar ouvir agradecimentos dele porque é nosso dever servir.

Por outro lado, devemos ser gratos por Deus ter nos dado a oportunidade de servi-lo. 

Devemos reconhecer que, com base no que Deus fez e está fazendo por nós, nosso serviço é uma resposta razoável.




A parábola do servo impiedoso

Você já sentiu que recebeu tanta graça e misericórdia de alguém ou de Deus que não pode deixar de retribuir?

Seu coração transborda de tanta gratidão que você só quer ser gentil com todos.

Este não foi o caso da parábola do servo impiedoso (Mateus 18:23-35).

A parábola é principalmente sobre o perdão, mas também pode ser sobre uma grande falta de gratidão.

O servo quase foi vendido como escravo porque não conseguiu pagar uma dívida enorme. No entanto, logo após ser perdoado e libertado, ele passou a ameaçar alguém que lhe devia muito menos dinheiro.

Ele foi ingrato.

Veja, um coração de gratidão deve nos mover para o ato de gratidão e ação de graças.

E isso pode ser demonstrado na maneira como tratamos os outros quando pensamos em como Deus nos tratou.

A importância da gratidão na Bíblia 

Os ensinamentos bíblicos sobre gratidão são muitos. É especialmente popular nos Salmos do Antigo Testamento e nas epístolas do Novo Testamento.

Aqui estão algumas lições que podemos tirar da Bíblia sobre a importância da gratidão:

  • A gratidão cumpre a vontade de Deus – 1 Tessalonicenses 5:18
  • A gratidão reconhece a bondade de Deus – Salmo 103:2-5
  • A gratidão aumenta o contentamento – Filipenses 4:12-13
  • A gratidão diminui a ansiedade e aumenta a fé – Filipenses 4:6-7

Como as pessoas demonstraram gratidão na Bíblia 

A demonstração de gratidão na Bíblia assumiu algumas formas diferentes. 

Mencionarei apenas dois aqui.

  • As ofertas de agradecimento eram uma forma importante de expressar gratidão no Antigo Testamento. (Levítico 7:11-34)
  • Festas Bíblicas eram outra forma de ação de graças. Na cultura judaica, até hoje, celebrar é uma grande parte da cultura. Nos tempos bíblicos, essas festas de ação de graças eram realizadas várias vezes ao ano.

Como demonstramos gratidão a Deus hoje?

Demonstrar gratidão a Deus envolve uma combinação de atitudes e ações que mostram a Ele que somos gratos por tudo que Ele nos deu. Veja então, algumas maneiras de demonstrar gratidão a Deus incluem:

  1. Oração: Agradecer a Deus em oração é uma das formas mais simples e poderosas de demonstrar gratidão. Quando oramos, podemos agradecer a Deus por suas bênçãos e demonstrar nossa gratidão por Sua bondade e fidelidade.
  2. Louvor e adoração: Cantar louvores a Deus e adorá-Lo por suas maravilhas e misericórdias é outra forma de demonstrar gratidão. Quando cantamos louvores a Deus, estamos reconhecendo seu poder e bondade e expressando nossa gratidão por suas bênçãos.
  3. Serviço a Deus e ao próximo: Quando servimos a Deus e ao próximo, estamos demonstrando nossa gratidão por tudo que Deus nos deu. Podemos fazer isso ajudando aqueles que estão necessitados, trabalhando em ministérios de caridade e realizando boas ações em nosso dia a dia.
  4. Ser fiel a Deus: Quando somos fiéis a Deus, estamos demonstrando nossa gratidão e confiança em Sua bondade e poder. Podemos ser fiéis a Ele seguindo Seus mandamentos, orando, lendo a Bíblia e confiando em Seu plano para nossas vidas.

Demonstrar gratidão a Deus não se trata apenas de palavras, mas também de ações que mostram a Ele que valorizamos e reconhecemos Sua bondade e fidelidade em nossas vidas.

Sobre o Autor

Professor André
Professor André

Formado em Teologia, Tecnólogo em Gestão da Qualidade, Professor de cursos de Homilética, Exegese e Hermenêutica, André ministra na EBD e escreve para a Biblioteca do Pregador. "Fico feliz em compartilhar meus conhecimentos aqui no Conselho de Pastor".