Qual é o significado de nascer de novo?

Sermão Qual é o significado de nascer de novo

Um sermão para pregar em João 3 sobre a conversa de Jesus e Nicodemos. Esboço de pregação e estudo com o tema: Qual é o significado de nascer de novo?

Tema do sermão: Qual é o significado de nascer de novo?

Texto do sermão sobre nascer de novo: João 3:1-21

Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

João 3:3




Introdução do sermão sobre nascer de novo

Uma frase que se usa com frequência é “cristão nascido de novo” muitas vezes no contexto de distinguir entre cristãos que são “nascidos de novo” e aqueles que não são. Esta é realmente uma distinção incorreta, pois todos os verdadeiros cristãos “nasceram de novo”. Mas o que significa “nascer de novo”?

A Bíblia usa a expressão “nascer de novo” poucas vezes. Jesus em Sua conversa com Nicodemos (Jo 3:3; 5-7); Pedro em sua primeira epístola (1 Pedro 1: 3,23), embora a ideia de “nascido” de Deus seja usada muitas vezes (João 1:13; 1 João 5:1).

Em Sua discussão com Nicodemos, Jesus revela coisas importantes sobre “novo nascimento”. 

Vamos examinar o que a Bíblia revela sobre “O Novo Nascimento”. 




Na sua conversa com Nicodemos, Jesus enfatiza o seguinte:

1. A necessidade de nascer de novo

E havia entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus.
Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.
Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

João 3:1-3

A. Para ver o Reino de Deus:




O reino de Deus, em resumo, é o governo e reinado de Deus na pessoa de Cristo (Mateus 28:18; Atos 2:36; Apocalipse 1:4). É um reino espiritual que não é deste mundo (João 18:36; Lucas 17:20-21), composto de súditos fiéis (ou seja, a igreja) – (Colossenses 1:13; Apocalipse 1:6-9).

B. Um reino presente e futuro (Mateus 13:41-43; 1 Coríntios 15:24-26). 

Você deseja estar no reino agora e no futuro? Você deve nascer de novo!

C. Necessário para ser salvo:




Porque estar no reino é ser salvo dos poderes das trevas (Colossenses 1:13). Esta salvação requer um renascimento e regeneração (Tito 3:5). 

Se você deseja ser salvo de seus pecados, então você precisa nascer de novo!

2. A natureza de nascer de novo

Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.

João 3:4,5




A. Envolve tanto a Água quanto o Espírito:

Observe cuidadosamente: um nascimento envolvendo dois elementos: água e o Espírito. Não dois nascimentos (nascidos da água e nascidos do Espírito). Mas um nascimento (nascido da água e do Espírito)

B. Compare a descrição de Paulo (Tito 3:5). 

Lavagem de regeneração (água). E renovação do Espírito Santo (Espírito). Uma referência óbvia ao batismo.




C. O novo nascimento ocorre quando alguém é batizado, pois nesse simples ato de fé eles nascem não apenas da água da qual surgem, mas também nascem do Espírito (regenerados) pela operação de Deus naquele momento, (Colossenses 2:12-13).

3. Um estado envolvendo a Palavra de Deus

A. Alguém nasce de novo pela Palavra (1 Pedro 1:23).

A Palavra incorruptível que é pregada (1 Pedro 1:25). É o instrumento através do qual o Espírito convence o pecador (João 16:7; Efésios 6:17)

B. Sua palavra inclui a ordem para ser batizado (Marcos 16:16; Atos 2:38; 22:16). 

Jesus santifica e purifica Sua igreja pela lavagem da água pela palavra (Efésios 5:26). A “lavagem de água” é outra alusão ao batismo.

C. No entanto, o batismo deve ser administrado em conjunto com a Palavra de Deus para ser benéfico. 

O novo nascimento envolve vários elementos (água, Espírito, Palavra de Deus), todos reunidos quando alguém responde ao evangelho no batismo (por exemplo: Atos 2:37-39).

4. A evidência de ter nascido de novo

O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.
O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.

João 3:6-8

A. Embora haja evidência de que alguém nasce da água quando se batiza, a evidência de seu novo nascimento é perceptível mais tarde pela obras do Espírito. 

Devemos esperar que o que o Espírito produz seja espírito (ou seja, espiritual) – João 3:6. Como o vento (a mesma palavra grega que Espírito), não vemos o próprio Espírito, mas o efeito que ele produz.

B. Como saber se alguém realmente nasceu do Espírito (ou seja, nasceu de novo)? 

Com o tempo, deve haver evidências claras de que ocorreu uma mudança (1 João 3:14). Chamamos essa evidência de fruto do Espírito (Gálatas 5:22-23).

C. Que vem não só nascendo do Espírito, mas andando no Espírito (Gálatas 5:16; 25). 

Onde o fruto não aparece, ou nunca houve renascimento ou se anda segundo a carne, não o Espírito! (Gálatas 5:17)

5. A base para nascer de novo

E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado;
Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

João 3:14-18

A. O sacrifício de Cristo:

À medida que a conversa continua (João 3:9-13), logo se transforma em um discurso (Jo 3:14-21), este último em que Jesus descreve seu sacrifício. 

Jesus compara Sua eventual crucificação ao levantamento da serpente por Moisés (Jo 3:14; Números 21:4-9). 

Assim, as pessoas seriam salvas de perecer crendo em Jesus (Jo 3:15). Sem redenção do pecado, a regeneração não teria sentido; o novo nascimento proporciona ambos! (Atos 22:16; Tito 3:5).

B. O amor de Deus:

O amor de Deus pelo homem é o que torna possível o sacrifício de Cristo e o novo nascimento! (João 3:16, 1 João 4:9-10).

C. A fé do homem:

Aqueles que creem em Jesus não perecerão, mas terão a vida eterna (João 3:15-16). Eles não serão condenados, ao contrário daqueles que não acreditam (Jo 3:18). 

O novo nascimento requer fé em Jesus; sem fé, nascer da água não tem sentido e é impossível nascer do Espírito (Marcos 16:16; João 8:24; Atos 8:36-37).

6. A rejeição do novo nascimento

E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.
Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.
Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.

João 3:19-21

A. O sacrifício de Cristo e o amor de Deus, em cooperação com a fé do homem, tornam possível o novo nascimento. 

No entanto, muitos continuam condenados por falta de fé em Jesus. Por quê? Jesus oferece uma razão. Muitos amam as trevas mais do que a luz: A luz (Jesus) veio ao mundo (Jo 3:19a; 1:5-9; 8:12).

B. Há aqueles que, em vez disso, amam as trevas, por causa de suas más ações, João 3:19b). Seu amor pelas coisas do mundo os faz rejeitar a luz de Jesus (Lc 16:14).

C. Muitos não querem ser expostos pela luz:

Eles sabem que vir a Jesus irá expor suas más ações (João 3:20; Efésios 5:13). Mas aqueles dispostos a obedecer (faz a verdade), não temem a luz (Jo 3:21). 

Recusando-se a desistir de suas más ações, eles não estão dispostos a se submeter ao novo nascimento que reconhece a pecaminosidade e exige arrependimento (Atos 2:36-38).

Conclusão deste sermão sobre nascer de novo

Em Sua conversa com Nicodemos, Jesus revela muito sobre nascer de novo. 

E você? Você nasceu de novo da água e do Espírito (ou seja, uma lavagem de regeneração e renovação do Espírito Santo)?

Veja mais esboços prontos para pregar.

Sobre o Autor

Professor André
Professor André

Formado em Teologia, Tecnólogo em Gestão da Qualidade, Professor de cursos de Homilética, Exegese e Hermenêutica, André ministra na EBD e escreve para a Biblioteca do Pregador. "Fico feliz em compartilhar meus conhecimentos aqui no Conselho de Pastor".