Uma Igreja Forte – Pregação em Atos 11:19-30

Uma Igreja Forte - Pregação em Atos 11-19-30

Esboço de Pregação expositiva em Atos 11:19-30 com o tema: Uma Igreja Forte.

Tema da pregação: Uma Igreja Forte

TEXTO do sermão: Atos 11:19-30

INTRODUÇÃO

Ilustração:

Tem sido declarado que a saúde espiritual de uma igreja pode ser avaliada com base na frequência aos cultos, EBDs e reuniões. Se isso é verdade, igrejas com pouca assistência estão às portas da morte espiritual, e outras que já desistiram completamente dessas reuniões podem ter morrido.

Já vimos o caso de uma congregação que quase foi fechada porque não dava “retorno”. O número de congregados em um ano era tão pequeno que as contribuições não davam para pagar o aluguel, a luz e a água do prédio. Alguém, com mentalidade imediatista, sugeriu seu fechamento e a mudança dos bancos para outro lugar. Só não deixou de funcionar porque alguém lembrou que a igreja não é mercearia ou firma, que tem que dar “lucro”. E graças a Deus, hoje, é um grande e próspero trabalho.




Não devemos esquecer que “nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento” (1 Co 3.7).

Hoje, o mito do crescimento tem dominado a mente de muitos líderes, que buscam o crescimento numérico a qualquer preço, mesmo que os crentes não sejam edificados em Cristo. Há igrejas que se caracterizam por abrigar celebridades, tais como jogadores de futebol, atores e atrizes de TV e de cinema, etc.

É desejo comum que esta nossa igreja cresça e seja forte em todos os sentidos. Por isso, oramos para que cresça em número e espiritualidade.

Uma igreja forte não é a que tem o maior templo da cidade, nem as melhores salas para a educação religiosa do seu povo, o melhor coro, ou o maior balancete mensal, ou a que levanta as maiores ofertas missionárias. Não é aquela cujo pastor é o melhor orador da cidade, e os membros os mais destacados da sociedade.




No entanto, uma igreja forte pode ter tudo o que foi mencionado, mas, a igreja forte é a que tem certas características bíblicas que veremos nesse texto.

Proposição:

A igreja primitiva é o modelo de como a igreja deve agir para tornar-se forte.

Transição: O texto mostra 5 características de uma Igreja Forte. Uma Igreja Forte é formada de membros que…

I. Olham problemas como OPORTUNIDADES de Crescimento (vs. 19-20)

Evangelizar é a principal tarefa da igreja. E é exatamente contra essa tarefa que o inferno se mobiliza de modo feroz. Por que há igrejas que, após tantos anos, não conseguem ganhar muitas almas? Um evangelismo deve ser realizado por pessoas altruístas, positivas, pessoas que têm a capacidade de olhar além dos problemas. O evangelismo deve ter como base a Bíblia para que haja crescimento.




Aplicação: Problemas de distância, horários, outras religiões não devem ser obstáculos para o evangelismo.

Transição: Haverá sempre oportunidade para pregarmos o evangelho, mas os membros de uma Igreja Forte.

II. Estão interessados na APROVAÇÃO do Senhor (v. 21)

Deus só coloca a sua mão sobre a obra que Ele aprova! Porque a mão do Senhor estava sobre a igreja, havia conversões de vidas e visão missionária (v. 22)

“Chegou a notícia destas coisas aos ouvidos da igreja em Jerusalém; e enviaram Barnabé a Antioquia”. (Atos 11:22)




Precisamos da Unção do Senhor para prosseguirmos nestes dias tão difíceis! Não precisamos da aprovação de outros crentes; o importante não é o que outros crentes pensam de nós, e sim o que Deus pensa e o que os não crentes pensam.

A unção de Deus é a capacitação dos membros para a realização da missão que lhe é confiada. Sem ela, a igreja sofre pela falta de poder, de sabedoria, de graça, de habilidade, de energia, de condições para vencer as lutas. Os dons são manifestações dessa unção poderosa na vida do líder e da igreja.

Aplicação: As decisões da liderança devem estar na direção e vontade do Senhor.

Transição: Se a obra está aprovada por Deus, então os membros de uma Igreja Forte.




III. Evidenciam a graça do Senhor através de VIDAS FRUTÍFERAS (v. 23)

Numa igreja cristã saudável, pequena ou grande, urbana ou rural, rica ou pobre, evidencia-se a graça do Senhor sobre ela através de vidas, de pessoas transformadas e trabalhadoras.

Precisamos ver a graça de Deus em nossa igreja através de nossas vidas, através da unção do Espírito Santo!

O Espírito Santo jamais atua em uma igreja em que o homem é o centro, a exemplo da igreja de Laodicéia, que se caracterizava pelo “governo do homem”, pela afirmação dos “direitos do povo”, ou “direitos humanos”, em que o homem era o centro de tudo.

É através do Fruto do Espírito que se sabe se uma pessoa é realmente nascida de novo. Pois possuem “amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança” (Gl. 5.22).




Aplicação: Nossas vidas têm testemunhado das graças do Senhor? Humildade, sacrifícios, perdão, etc.

Transição: Vidas frutíferas fazem com que os membros de uma Igreja Forte.

IV. Busquem uma ESPIRITUALIDADE Contagiante (v. 24)

Barnabé era um homem íntegro, de bem, cheio do Espírito Santo, de fé e de integridade (v. 23). O texto destaca que ele exortava o povo a permanecer no Senhor, demonstrando autoridade fundamentada em duas bases: a unção de Deus e o caráter do homem.

Aplicação: Devemos refletir se valorizamos mais nossa vida espiritual ou as coisas do mundo, se damos mais importância a cultos ou festas.

Transição: Agora, analisaremos os membros de uma Igreja Forte.

V. Contribuem FINANCEIRAMENTE para a Expansão do Reino (v. 29-30)

Cada pessoa que deseja ver o Reino de Deus crescer deve contribuir financeiramente, enviando ofertas conforme suas possibilidades.

Uma igreja forte depende não apenas da comunhão com Deus, como visto nos textos anteriores, mas também da liberalidade em contribuir com ofertas de fé e amor.

Aplicação: Devemos questionar se temos devolvido a Deus parte do que Ele nos tem dado, seja em saúde, talentos, etc.

CONCLUSÃO desta pregação: Uma Igreja Forte

A igreja enfrenta um inimigo (Satanás), tem um ideal (espalhar o Reino) e adora a um Deus. Sacríficios e combates estão à frente, mas, como a igreja em Antioquia (Atos 11:19-30), queremos fazer a vontade de Jesus.

Desafio: É hora de cada cristão renovar sua aliança com Deus, firmar-se em Jesus Cristo, buscar a plenitude do Espírito para uma vida abundante e vitoriosa.

Este é o momento de renovar o pacto com nossas doutrinas para ter uma igreja forte e espiritual.

Se gostou, então veja mais sermões prontos para te inspirar:

Sobre o Autor

Professor André
Professor André

Formado em Teologia, Tecnólogo em Gestão da Qualidade, Professor de cursos de Homilética, Exegese e Hermenêutica, André ministra na EBD e escreve para a Biblioteca do Pregador. "Fico feliz em compartilhar meus conhecimentos aqui no Conselho de Pastor".

    Solicitar exportação de dados

    Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

    Solicitar a remoção de dados

    Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

    Solicitar retificação de dados

    Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

    Solicitar cancelamento de inscrição

    Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.