Lições da Cura do Jovem Lunático

Esboço de pregação Marcos 9-14-29 - Cura do Jovem Lunático

Esboço de pregação em Marcos 9:14-29 sobre a Cura do Jovem Lunático.

Lições da Cura do Jovem Lunático

Em nossas vidas, enfrentamos desafios que muitas vezes parecem insuperáveis. A história do jovem lunático nos Evangelhos nos ensina sobre a importância da fé, oração e confiança em Deus em meio às adversidades.

Neste sermão, vamos explorar como essa história nos revela lições cruciais para lidar com situações difíceis e encontrar vitória através da fé em Cristo.

Texto Base: Marcos 9:14-29 (A Cura do Jovem Lunático)




“14. Quando chegaram aos discípulos, viram uma grande multidão ao redor deles e mestres da lei discutindo com eles. 15. Quando toda a multidão o viu, ficou perplexa e correu para cumprimentá-lo. 17. Um homem da multidão respondeu: ‘Mestre, trouxe a ti meu filho, que está possuído por um espírito mudo.’ 22. ‘Muitas vezes o tem lançado no fogo e na água para me matar. Mas, se podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos.’ 23. ‘Se tu podes?’, disse Jesus. ‘Tudo é possível àquele que crê.’ 24. Imediatamente o pai do menino exclamou: ‘Eu creio; ajuda-me a vencer a minha incredulidade!’ 29. Jesus respondeu: ‘Essa espécie só pode sair pela oração.'”

1. Reconhecendo Nossas Limitações (Marcos 9:17-18)

“17. E um da multidão, respondendo, disse: Mestre, trouxe-te o meu filho, que tem um espírito mudo; 18. E este, onde quer que o apanha, despedaça-o, e ele espuma, e range os dentes, e vai definhando; e eu disse aos teus discípulos que o expulsassem, e não puderam.”

Assim como o pai admitiu sua incapacidade de lidar com a situação do filho, devemos reconhecer quando estamos diante de desafios que estão além do nosso controle.




2. A Importância da Fé (Marcos 9:22-24)

22. E muitas vezes o tem lançado no fogo, e na água, para o destruir; mas, se tu podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós, e ajuda-nos. 23. E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê. 24. E logo o pai do menino, clamando, com lágrimas, disse: Eu creio, Senhor! Ajuda a minha incredulidade.

A fé é essencial para receber o poder de Deus.

O pai do jovem lunático expressou sua fé, mesmo com dúvidas, e Jesus respondeu à sua confiança.

3. Superando a Incredulidade (Marcos 9:24)

“24. E logo o pai do menino, clamando, com lágrimas, disse: Eu creio, Senhor! Ajuda a minha incredulidade.”




A sinceridade do pai em admitir sua luta contra a incredulidade revela que podemos trazer nossas dúvidas a Deus.

Ele está pronto para nos ajudar a superá-las.

4. A Autoridade de Jesus (Marcos 9:25-26)

“25. E Jesus, vendo que a multidão concorria, repreendeu o espírito imundo, dizendo-lhe: Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: Sai dele, e não entres mais nele.” “26. E ele, clamando, e agitando-o com violência, saiu; e ficou o menino como morto, de tal maneira que muitos diziam que estava morto.”

A autoridade de Jesus é superior a qualquer adversidade ou influência negativa em nossas vidas.




Ele tem o poder de libertar e curar.

5. A Necessidade de Oração (Marcos 9:29)

“E disse-lhes: Esta casta não pode sair com coisa alguma, a não ser com oração e jejum.”

A oração é uma ferramenta poderosa para enfrentar desafios espirituais e emocionais. Jesus destacou a importância da oração na expulsão daquele espírito.

6. A Compaixão de Deus (Marcos 9:22)

“E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê.”




Deus vê nossas lutas e nos estende Sua compaixão. Ele está pronto para nos ajudar quando clamamos a Ele em nossas dificuldades.

7. Testemunhando a Transformação (Marcos 9:25-27)

A cura do jovem lunático foi um testemunho poderoso da intervenção divina.

Nossas próprias vitórias sobre adversidades podem ser testemunhas do poder de Deus.

Conclusão – Lições da Cura do Jovem Lunático

Na história do jovem lunático, vemos que mesmo diante das circunstâncias mais difíceis, a fé e a oração podem trazer vitória.




Apliquemos isso hoje: reconheçamos nossas limitações, expressemos nossa fé sincera, enfrentemos a incredulidade com coragem e busquemos o poder da oração.

Diante de nossos próprios “lunáticos”, sejam eles físicos, emocionais ou espirituais, lembremos que nosso Deus é maior. Ele pode trazer cura, transformação e esperança.

Vamos testemunhar nossa confiança em ação, compartilhando nossa história de vitória para encorajar outros a crerem no Deus que supera qualquer adversidade.

Se você gostou deste esboço de pregação sobre o jovem lunático, então veja mais sermões:

Sobre o Autor

Professor André
Professor André

Formado em Teologia, Tecnólogo em Gestão da Qualidade, Professor de cursos de Homilética, Exegese e Hermenêutica, André ministra na EBD e escreve para a Biblioteca do Pregador. "Fico feliz em compartilhar meus conhecimentos aqui no Conselho de Pastor".